ENTREVISTA AO KID PELA REVISTA PLATINA




RAIO X


Fui registrado com nome de: Kid Sebastião Manuel.

Nascido aos: 16 de junho de 1986.

Naturalidade: Huíla.

Perfume preferido: Calvin Klein.

Preferi roupas do estilo: Americana.

Quando pensa em restaurante bom, pensa em: Verdinha.

Comida saborosa: Muamba.

Bebida boa: Sumol. Quando não está ocupado, gosta de: Atualizar-me na internet.

Vício: Escrever. De momento me encontro a escrever álbuns por sair e um filme.

Característica que o definiria seria: Sério.

Cor: Preto.

Música: RAP.

Consumo bebidas alcoólicas: Muito difícil.

Álbum da minha vida: Dinastia. O meu terceiro álbum a solo que esta a ser escrito desde 2005 e que ainda não saiu.
Como e quando foi o teu primeiro contacto com o rap. Quais foram as tuas referências?

O meu primeiro contacto com o RAP foi na década de noventa mais concretamente em 1996. Eu sempre gostei de desenhar e não gostava de RAP porque achava uma tremenda confusão de palavras e acima de tudo não entendia o que os americanos diziam nas músicas. Só que na época a mesma pessoa que me ensinou a desenhar foi à mesma que depois passou a se interessar muito pelo RAP. É um amigo meu que também faz RAP, chama-se B2M e ele fez-me ganhar interesse pelo rap porque ele me fez curtir RAP em português que era única língua que eu entendia e que eu conseguia interpretar. Eu lembro-me que antes de conhecer rappers que dropavam em português ele já falava em SSP, Black Company, Boss AC, Semiminimoyo, etc., e eles passaram assim a ser as minhas referências.
Quem foi para si a causa se assim se pode considerar a base para atingir o estrelato?

Eu acredito que a base para qualquer músico atingir o estrelato é a dedicação naquilo que ele faz e principalmente o amor pela música independentemente do estilo que ele carrega. Eu não fugi a regra e só foi por causa disso que ganhei um contrato com a editora que está comigo actualmente (Mad Tapes).

De onde surgiu o nome Kid Mc?

Kid é o meu nome de registo, o meu nome é Kid Sebastião Manuel e sempre fui tratado por Kid na escola, na rua, em casa e etc. Eu decidi aumentar apenas o mc por passar a fazer parte da Cultura Hip Hop e por não querer fugir muito do costume, para não dar a sensação de ser um estranho para aqueles que já me conheciam.

Quem começou o beef entre você e Dji Tafinha?

O descontentamento do Dji Tafinha em relação a minha pessoa não é de agora. Eu me lembro que em 2005 quando eu e o Vulkaum estávamos a gravar o álbum, ele tivera sido convidado pra uma faixa intitulada (Frente Sul) e nesta faixa o terrível também foi convidado. O Tafinha queria que nós incluíssemos o terrível em detrimento dele, por ele achar que era grande demais e que não se misturava com rappers como o terrível. O Vulkaum como era amigo dele tentou me convencer só que eu não aceitei isto pelo facto de ter convidado primeiro o terrível para faixa (seria injusto). Neste caso o Tafinha ficou de fora e cantamos com o terrível. A partir dai o nigga começou a me ver com maus olhos e chegando até a me beefar em palco no Bahia antes do álbum Preto no Branco sair. Foi o Tafinha quem começou.

É qual das vozes é sua dos relatórios 1 e 2?

Nenhuma delas é minha. O Tafinha é tão Burro que pensou que as pessoas acreditariam naquelas gravações. A burrice dos rappers é o reflexo do seu nível intelectual. Eu acho que se o Tafinha estudou foi o aluno mais burro e isso não se compreende pelo tamanho do seu crânio está cientificamente aprovado que as pessoas saudáveis com um crânio de grande tamanho possuem uma massa cinzenta superior ao normal, eu não sei como ele consegue ser tão burro, talvez seja um caso inédito.

Ouviu gravação cedida a revista platina em que você dizia que ele é melhor mc angolano? É Dji Tafinha o melhor mc Angolano?

Ouvi sim, em minha opinião é o contrário, o Tafinha não é o pior rapper de Angola, mas sim o pior rapper da Lusofonia, porque nunca no RAP feito em português registrou-se uma carreira tão contraditória como a do Tafinha. Ele é o exemplo de um falso mc, e não falo isso por ter lhe beefado. As evidencias são claras.

Freqüentemente é tido como alguém que se aproveita da máquina gigantesca de propaganda, bem dirigida pelo Samurai. Até que ponto você usufrui disso?

As máquinas de propaganda funcionam certificando-se de que o produto a ser propagado tem valor. O que significa que mesmo com pouca propaganda por parte do Samurai eu teria expansão devido à qualidade dos meus trabalhos e a preparação dos mesmos liricamente. A propaganda só obedece ao mc que eu sou e dela tiro os benefícios que posso e essa propaganda só é vista como gigantesca devido ao profissionalismo e a visão promocional do Samurai.

Críticos dizem que o Kid Mc tem talento, e uma margem de progressão muito grande, mas devia dedicar mais tempo a sua poesia, em vez de auto nomear-se e titular-se caçador dos "Mainstream" e "profeta underground". Fale sobre isso.

Eu dedico-me muito a minha poesia e não tenho nenhum registro musical onde me autodenomino como caçador de Mainstream. O problema dos críticos é que não viram onde criticar e apegaram-se logo no facto de eu estar a reeducar os rappers e assumir nas minhas músicas a identidade Underground. Não sou caçador de Mainstream, a maioria dos Mainstream é que estão dentro das atitudes que eu condeno no RAP.

É o Kid mc um falso underground visto que você não pode criticar um produto, sem antes criticares o produtor e promotor, chama-se coerência e ética, já criticaste o samurai por isso?

Atenção, ser underground não é ser crítico por natureza mas sim criticar quando é necessario. Não tem como eu ser um falso underground porque o trabalho de um underground não é criticar mas sim espelhar a verdade. Não critico o samurai porque ele é hip hop e ser hip hop é ser neutro a questões de vertentes, o seu dever com o blog é mais informativo.

Mesmo fugindo da fama e do mainstream você acabou por ter um dimensão maior ainda do rappers no seu estilo fazem como você encara isso?

Eu encaro isso da melhor forma possiivel e deixo bem claro que não sou o unico neste estilo,um dos meus objectivos foi mostrar que mesmo no underground é possivel atingir o sucesso. O RAP UNDERGROUND É MÚSICA.

Como tem sido a sua relação com Mcs angolanos?

Eu não sou muito amigo dos mcs cá na banda, não visito ninguém sem um motivo significativo, e acho que apenas faço muito bem devido ao caracter de muitos mcs. Sou da opinião de que quanto mais distantes estivermos uns do outros menos oportunidades teremos de colisão.

Que artistas do hip hop em angola você passa para faixa seguinte quando houve? E já agora quem você considera melhor?

O meu Mc Angolano preferido é o MC K, os artistas do hip hop Angolano que eu passo para a faixa seguinte quando os oiço são muitos, e desvendar os nomes deles numa entrevista não é muito saudável para a paz que eu pretendo implantar neste movimento. Quanto mas eu poder evitar beefs melhor, porque eu ainda não sei controlar esse meu lado obscuro de beefs, quando entro neste estado apenas consigo desejar a destruição do adversário... Não quero que esta força me controle.

Fala-nos um pouco agora sobre o seu albúm de estréia e de sua mais recente mixtape, quanto a aceitação e experiências.

O caminhos foi um álbum muito trabalhado liricamente, porque eu escrevi aquele álbum com muita calma e sem data de saida, só agora que alarguei o meu horizonte lirico é que dou 2 anos de intervelo no lançamento dos albuns e o caminhos foi o disco que me expandiu e que com certeza veio em termos de tendência trazer uma nova perspectiva pra o RAP Angolano. Os níveis de aceitação foram impressionantes porque na verdade eu nem contava com tanta aderência. Eu só comecei a pisar grandes palcos a partir do álbum caminhos. A mix tape Breves Considerações é apenas um complemento ao álbum porque eu não gosto de guardar letras pra cantar em álbuns posteriores, o que não foi lançado no álbum foi lançado na mix tape embora sobrem poucas letras porque eu normalmente lanço álbuns com mais de 15 faixas, tenho sempre que escrever 80% da mix tape o que significa que até a mix tape é feita com letras novas mas o seu principal objectivo é trazer o que não saiu no álbum.

Como é a sua relação com samurai?

A minha relação com o samurai é baseada no respeito mútuo, eu vejo o samurai como um irmão mais velho que está desposto a me ajudar neste grande desafio de elevar o RAP Angolano e gravar o nome da mad tapes na história do hip hop nacional.

Os platinados amaram o velório como foi seu momento de criação dessa música?

No momento de criação e gravação do Velório eu estava extremamente possuído e disposto a comer o Dji Tafinha vivo.


Pessoal

Tem namorada? Ela tem sabido lidar com fama de você?

Tenho namorada e ela tem sabido lhe dar com a fama e sobre tudo é muito compreensível.

Já foi vitima de corno alguma vez?

Que eu saiba não.
Qual é a invenção humana que mais te encanta?

É o avião por ser um veiculo que desfia a lei da gravidade.

Por qual dia do calendário tu estás esperando ansiosamente?

27 de Dezembro por ser o dia em que se está a programar o meu primeiro grande Show.

O que seria uma boa lembrança de vida para si? E uma ótima lição de vida?

O dia em que conheci a mulher da minha vida.
O Dinheiro é coisa mais importante na vida?

Não é com certeza.

O que seria capaz de fazer por ciúmes?

Ignorar alguém.

O que normalmente come no café da manhã?

Normalmente não como no café da manhã, dei uma rotina diferente ao meu organismo.
Já corrompeu alguma vez para obter um documento ou um benefício?

Já corrompi a minha namorada com um abraço para ela esquecer uma briga.

Existe algum lugar onde esteve e gostaria de poder voltar? Qual e por quê?

Gostaria de voltar a ver as quedas de calandula, aquilo é muito bonito.

Perdeu a virgindade com que idade e como foi essa experiência?

Perdi a virgindade com 14 anos e nem queiras saber como foi...

Sexo com camisinha ou sem camisinha?

Com camisinha.



Temas sociais

Qual a sua opinião em relação à corrupção.

A corrupção no seu caráter destruidor é um mal que deve ser combatido e eu considero a corrupção como sendo um fenômeno social é mais visível em países subdesenvolvidos como o nosso.

Qual é sua opinião em relação à crise mundial financeira?

A crise financeira mundial pra mim é mais um exemplo de má gestão econômica que se verifica no dito gigante da economia mundial, já há quem diga até que é mais uma manipulação econômica dos estados unidos para fazer subsair o dólar americano. Existe muita complicação em volta disso.

Qual é sua opinião a cerca do dizimo nas igrejas?

O dizimo é bíblico e consta no livro de Malaquias. Se formos a nos basear no que diz a bíblia este ato não é ilegal.

Angola Vai vencer o Can?

Não acredito que o novo treinador consiga cobrir as lacunas deixadas por Mabi de Almeida.

Revista Platina

Como soube do projeto Revista Platina?

Soube através da internet, mas não prestava muita atenção, o que realmente chamou-me a atenção foi à entrevista onde o Dji Tafinha assumiu as culpas das vozes nos relatórios e mentindo sobre a segunda.

O que achou do nosso site?

Para uma revista achei o site criativo.

Que recado/sugestão deixa aos seus criadores?

Que continuem a trabalhar, e sobre tudo que explorem novos eventos e acontecimentos em todos os aspectos relacionados ao tipo de noticias que vocês transmitem.

Que mensagem deixa ao público platinado?

Desejo boa leitura aos amantes da revista e que impulsionem a mesma a trabalhar mais em prol dos interesses do seu público. Consumam e acreditem no trabalho da revista.

Partilhar no Google Plus

Sobre: Néfilim Hespanhol

12 Transfusons.
Enviar um comentário